Outros serviços Clientes já atendidos Depoimentos O que é assessoria Contato Clipping Clientes Serviços Home Home

 

 

Biografia;

A Statik Majik começou suas atividades em 2002 quando na época, Luis Carlos (baterista) desestimulado com suas bandas anteriores, resolveu fazer um som que o inspirasse  musicalmente, e já batizada de Statik Majik, gravou sua primeira demo em 2003 com apenas 6 meses de trabalho, intitulada: “Be Magic!”. A repercussão na mídia especializada foi boa e assim como o trabalho foi bem recebido entre os amantes do gênero musical assim como boas resenhas em revistas especializadas. Em seguida a banda participou de 2 coletâneas: “Locos Gringos have a Party” que contava com bandas da Argentina, Chile e Peru, e “Extreme Underground 2”, com bandas brasileiras.

Diante da boa receptividade, eles entraram em estúdio em 2004 para gravação de um novo trabalho em formato demo, chamado: “Utopia Sunrise”. Este trabalho trazia 6 músicas, e contrário do trabalho anterior, vinha mais diversificado em suas influências, inclusive com a adição de teclados. Novamente as resenhas foram muito positivas, e no ano seguinte a Banda ainda participou de mais uma coletânea, que lançada em vinil e chamada “Warriors of Dark Sun”, que teve uma ótima repercussão no exterior, porém, nem tudo estava indo bem com a banda, já que havia conflitos internos entre alguns integrantes, então, optaram por encerrar suas atividades por um curto período.

Em 2006 era hora de dar a volta por cima, então, Luis Carlos resolveu retornar suas atividades com a banda, reformulando o grupo, trazendo pra Statik Majik, o baixista Evandro de Souza, que já estava em sua formação anterior, adicionando o vocalista Rafael Tavares e o guitarrista Marlon Guedes. Assim eles iniciaram o projeto de lançar um EP, com músicas novas e regravações, e assim saiu em 2007: “Redemption”, um trabalho que, se musicalmente não mostrava uma evolução sonora da banda, estava concentrado ali uma fúria contida em 4 músicas e no desejo incomum de seguir em frente. A Statik Majik começou a fazer shows de divulgação, tendo feito apresentações fora do RJ (capital) pela primeira vez, tocando em Macaé, Minas Gerais (no Roça and Roll Fest, para um público de 5 mil pessoas e com bandas importantes como Sepultura), Uberlândia, etc. Mas, apesar de todas as conquistas, os problemas internos continuaram e nas gravações do seu primeiro CD, eles vieram à tona, e mesmo com o lançamento do single “Shadows of Hope”, mudar a formação foi a solução ideal para que a continuassem com seu trabalho, então, com a saída de Rafael e Marlon, a banda prosseguiu e que no momento que já contava com Thiago Velásquez no baixo, agora assumia também o posto de vocalista, fazendo com que a Statik Majik se tornasse definitivamente um trio. Isso acarretou uma demora na na gravação, mas também, que alcançassem um melhor resultado e uma identidade maior em sua sonoridade. O trabalho intitulado “Stoned on Musik” continha 9 músicas e a produção ficou a cargo de Flavio Pascarillo (baterista da banda Nordheim e Tribuzy), além da supervisão e apoio que teve de pessoas importantes do rock pesado Brasileiro como Carlos Lopes (Dorsal Atlântica / Mustang). Em 2010, o primeiro CD foi lançado e com isso uma tour com bastantes shows pelo Brasil, e com a adição de Thiago D`Lopes na Guitarra. Os shows da turnê, tiveram divulgação durante os anos de 2011 e 2012, além da divulgação do primeiro clipe da banda, para a música “Statik Majik”, que obteve excelente aceitação.

Em 2013, focaram na gravação do segundo CD intitulado “Wrath of Mind” e dessa vez, contando com a excelente produção de Renato Tribuzy. Fizeram turnês que passaram pelo Equador, Peru, Alemanha, França, Italia, Espanha, Holanda e Belgica, além de uma turnê Brasileira pelo Norte/Nordeste do Brasil, que passou pelo Ceará, Maranhão, Tocantins, Para, Rio Grande do Norte, além de apresentações por outros estados, com destaque para abertura da banda canadense, Anvil. No meio de todo essa correria, lançaram um single virtual e um clipe da música “Drowning in Despair”. Em Novembro, o segundo CD foi lançado e assim, a seguiram divulgando o trabalho em todas as mídias possíveis, encerrando o ano de 2013 com 2 excelentes shows pelo Rio de Janeiro e Minas Gerais, e estreando Leonardo Cintra na Guitarra.

Em 2014, seguiram com novas turnês, com shows na Colombia, além de divulgação em veículos importantes da mídia, como entrevistas na Revista Roadie Crew, Jornal Extra, músicas veiculadas em importantes Rádios do Brasil como a Kiss FM, Rádio Corsário, Programa Metal Heart, Clipe novo “Paradox of Self-Existence” sendo veiculado na no Canal NGT e na PLAY TV, além de shows em vários estados como SP, MG, BA, ES.

Em Agosto de 2014, realizaram importantes shows de abertura para os americanos do Black Label Society no RJ e SP,  tocando para um público estimado entre 2 e 3 mil pessoas, obtendo excelente receptividade do público.

Formação:

Thiago Velasquez – Baixo e Vocal , Leonardo Cintra – Vocal – Guitarra e Backing Vocasl e Luis Carlos – Bateria e Backing vocals

 

Discografia: 

Redemption (EP 2007) :

 

 

 

 

 

 

Stoned on Musik (Full-length 2010):

 

 

 

 

 

 

Drowning in Despair (Single 2013):

 

 

 

 

 

 

The Wrath of Mind (Full-length 2013):

 

 

 

 

 

 

Videoclipes:

Statik Majik – Paradox Of Self Existence (2013)

 

Statik Majik – Drowning In Despair (2013)

 

Statik Majik – Statik Majik (2011)

 

Contatos: 

www.statikmajik.com.br

www.facebook.com/bemajikfanclub?ref=hl

www.facebook.com/statik.majik.3?ref=tn_tnmn

 

Assessoria de Imprensa:

lpiantonni@lanciare.com.br

 

Fotos em alta (para Imprensa):

*Favor clicar na imagem para copiar em tamanho real!

(crédito obrigatório: Fotos por Luciano Piantonni)